Cavalgadas

banner_16

Na história de Futaleufu, o cavalo ocupa papel de destaque. Até anos atrás, quando a Gringa Carioca foi construída via-se mais  cavalos no vilarejo do que automóveis. Hoje em dia os cavalos estão mais confinados em ranchos porém, a cultura da região ainda é bastante equestre.

Andar a cavalo no vale de Futaleufu oferece ao visitante não só a ocasião de vivenciar a vida no campo, mas um jeito diferente de montar ao qual ele está acostumado. No Chile, os cavaleiros têm selas especiais e equipamento criados adequadamente para montaria nas montanhas.

O tipo de cavalo usado pelos locais (huasos) é também único no Chile. A raça ‘Corralero’ teve origem na Espanha e chegou, originalmente, Na América do Sul, com os Conquistadores, Francisco Pizarro e Pedro de Valdivia. Os cavaleiros Norte Americanos, frequentemente, ficam espantados com a agilidade da raça e sua capacidade de transportar cargas pesadas sem se cansar

Anualmente, em Futaleufu, organiza-se um rodeo regional na ‘media luna’ (meia lua) assistida pela maioria dos moradores. O rodeo Chileno difere do rodeo típico dos Estados Unidos cuja ênfase é focada sobretudo na habilidade do cavaleiro e condutor do gado.

Para aqueles que gostam de montar a cavalo em Futaleufu é importante fazer reserva antecipada. Com frequência cavalos e guias têm que vir do campo e podem demorar em chegar. Se por acaso desejar andar a cavalo por favor nos avise. A Gringa Carioca fará sua reserva e a de um bom guia credenciado.

pinterest-follow-button_por